Chico Rodrigues condena repercussão internacional de incêndios na Amazônia Fonte: Agência Senado

O senador Chico Rodrigues (DEM-RR) criticou a repercussão internacional das queimadas na Amazônia durante sessão plenária nesta segunda-feira (26). Na opinião do senador, incêndios florestais ocorrem de forma periódica no Brasil, e em vários países do mundo, mas sem tanto alarde, e é algo natural.
Rodrigues acredita que o presidente francês, Emmanuel Macron, faz uso político do momento por que passa a Amazônia, para compensar a baixa popularidade que enfrenta em seu país, e que as declarações tentam intimidar o governo brasileiro, que tem adotado postura firme e patriótica em defesa da soberania nacional. Para o senador, essa postura vem incomodando alguns governos estrangeiros, principalmente o governo francês, que já baixou o tom diante de outros líderes mundiais após reunião do G7.
— O sr. Macron levou uma reprimenda dos demais países que fazem parte daquele bloco, quando, na verdade, quis insinuar que a Amazônia é um patrimônio comum. É, sim. Todos nós, seres humanos, a temos como um patrimônio comum, mas simplesmente pela grandeza, pelo que representa para toda a humanidade, mas é um patrimônio dos brasileiros.  E aí, realmente, de uma forma talvez até cautelosa, já num momento em que foi chamado à atenção, ele recuou, e já fala, o que na verdade é próprio de qualquer país, em sua soberania, em manter a soberania nacional. — avaliou.
Ainda de acordo com o senador, os brasileiros não podem ser ingênuos e acreditar em nações amigas, pois o que está por trás são interesses individuais de cada país.
— Nações não têm amigos, nações têm interesses. França, Noruega e Alemanha não são nossos amiguinhos. São nossos pares, às vezes aliados, às vezes competidores — destacou.

Fonte: Agência Senado

Foto Waldemir Barreto/Agência Senado

Algum comentário?