CMS sugere nova licitação para a reforma do Posto Central

O Conselho Municipal de Saúde de Sidrolândia, na figura de seu presidente, Pastor Pedro Macedo Granja, sugeriu a Prefeitura que seja suspensa a ordem de serviço que autoriza a obra de reforma do Posto Central, bem como que seja procedida a anulação da licitação que deu origem a mesma.

Conforme coloca o Presidente do Conselho, recai sobre a empreiteira, vencedora do processo licitatório, JAQUELINE CRISTINA ZIELINSKI EIRELI, que atua sob o nome fantasia de NELSÃO CONSTRUTOR, dúvidas sobre a qualificação da mesma para a execução da obra. Essas dúvidas encontram amparo em problemas encontrados em outra obra executada pela empresa, a reforma da Unidade Básica de saúde do Bairro São Bento, onde foram encontradas rachaduras em paredes e infiltrações.

A solicitação de suspensão da Ordem de Serviço foi feita, ao Secretário de Saúde do Município Nélio Saraiva Paim Filho, em reunião realizada na última quarta-feira (11). O Secretário, por sua vez, ficou de encaminhar o assunto ao departamento jurídico do Executivo, para que esse se manifeste a respeito do caso.

Outra obra, cuja fiscalização não é da alçada do CMS, mas que também apresenta sérios problemas, é a do prédio que abriga a Banda Municipal. Obra essa que inclusive já foi denunciada aqui mesmo pelo site.

Com o cancelamento do atual processo licitatório e abertura de um novo, haverá um atraso bem significativo na entrega da unidade a população, mas será preservado o erário público e garantida a qualidade da reforma e a segurança de usuários e servidores.

Algum comentário?