Empresa vence licitação de R$ 831,3 mil para construir estações de ônibus

Por R$ 831.377,01, a empresa LT Construções e Comércio venceu a concorrência pública para construção de plataformas e estações de embarque em Campo Grande. O aviso de resultado foi publicado na edição desta segunda-feira (7) do Diário Oficial do município (Diogrande).

Outra empresa, a Construtora Paulo Barbosa, foi desclassificada. A prefeitura tinha pedido pelo serviço R$ 1.019.581,77. As estações serão construídas nas ruas Bahia, Brilhante e Guia Lopes e também na avenida Bandeirantes.

CERTAME

A concorrência foi aberta em julho, conforme noticiou o Correio do Estado. As vias que vão receber as plataformas já estão prontas ou se preparando para receber obras de requalificação asfáltica para implantação de corredores exclusivos para ônibus.

O primeiro projeto de implantação de corredor exclusivo para ônibus está sendo executado nas ruas Brilhante, Guia Lopes, Marechal Teodoro e avenida Bandeirantes, região sudoeste. O projeto prevê requalificação num extensão de 12 quilômetros ao custo de R$ 23,5 milhões, provenientes do governo federal e da prefeitura.

Também com recursos federais, a prefeitura contratou, em maio, a empresa Equipe Engenharia para implantar corredor de transporte coletivo na rua Bahia, região central da Capital. O recurso investido será de R$ 4.392.305,41. A obra prevê a execução de 1 ,2 km de microdrenagem  e recapeamento de 1,75 km a serem executados até 2020.

Em setembro, cinco empresas foram habilitadas para concorrer à licitação: Marcozero Serviços de Arquitetura e Engenharia; Construtora Paulo Barboza, LT Construções e Comércio, Gomes & Azevedo e 7 Irmãos Comércio e Serviços. 

Os corredores do transporte coletivo urbano de Campo Grande, com faixas exclusivas para ônibus, devem ajudar a diminuir em aproximadamente 20 minutos as viagens dos usuários. Os veículos trafegam pela Capital com velocidade média de aproximadamente 16 km/h, porém, após a finalização do projeto de transporte urbano, os ônibus poderão transitar com média de 25 km/h, de acordo com o Consórcio Guaicurus, responsável pelo serviço.

Por ADRIEL MATTOS

Foto: Bruno Henrique/Arquivo/Correio do Estado

CORREIO DO ESTADO

Algum comentário?