Justiça Federal solta dois suspeitos por tráfico de 1,5 tonelada de maconha

A 1ª Vara da Justiça Federal de Dourados concedeu liberdade provisória para dois homens suspeitos de tráfico de drogas. Ricardo A.M, de 37 anos, e Thyago V.S., de 31, haviam sido presos na quinta-feira (7) supostamente prestando serviço de batedores para carreta carregada com 1,5 tonelada de maconha na BR-463.

O flagrante foi feito pela PRF (Polícia Rodoviária Federal) no quilômetro 20 da rodovia, próximo a subestação da Eletrosul. Na ocasião, seis pessoas foram presas e aproximadamente 1,5 tonelada de maconha apreendida.

Na tarde de ontem, Ricardo e Thyago passaram por audiência de custódia, representados pelo advogado Renan Souza Pompeu, ocasião em que o juiz concedeu a liberdade provisória.

“No caso em comento, aparentemente o preso não possui registro de antecedentes criminais, o que denota não fazer do crime seu meio de vida. Igualmente, o Ministério Publico não fez prova de necessidade de prisão preventiva do caso”, ponderou.

O magistrado estabeleceu que os acusados devem comparecer pessoalmente todo mês ao juízo do local onde residem, manter endereços físico e eletrônico atualizados no inquérito, comunicar eventuais mudanças, e não ingressar na região de fronteira, salvo na que resida.

PRISÕES

De acordo com o apurado pelo Dourados News, por volta de 9h30 de quinta-feira a PRF abordou a Mercedes Benz LS 1630 conduzida por José N.A., 65 e Ricardo A.M, 37, e a Fiat Strada ocupada por Humberto T.S.F, 36, e Juciano F.F.

Durante os questionamentos, os quatro caíram em contradição, levando os agentes a desconfiarem da viagem.

Logo em seguida, Juciano confessou que a carreta transportava maconha sob pacotes de ração animal e assumiu a propriedade do entorpecente.

Aos policiais, ele também contou ter contratado outros dois motoristas como ‘batedores’ da carga.

Num posto localizado às margens da rodovia foi interceptado o VW Gol conduzido por Antônio F.C., 40. Já na região de Caarapó, com apoio da equipe da PRF de Naviraí, foi preso Humberto T.F.S., 36, em uma VW Saveiro preta.

À polícia, Juciano informou que o grupo passou a noite na cidade paraguaia de Pedro Juan Caballero, na fronteira com o Brasil através de Ponta Porã, e pela manhã iniciaram viagem rumo a São Paulo. De lá, conforme o homem, a droga seria levada para a Paraíba.

DOURADOS NEWS

Algum comentário?