Merenda escolar: Num dia strogonoff e no outro canjica

sessao2303007Conforme relato de testemunhas, que não “podem” ser identificadas, pela pressão e perseguição, por parte do executivo, durante a visita dos vereadores David de Olindo e Mauricio Anache, a Secretaria de Educação, com o intuito e o “dever” de fiscalizar a merenda escolar que está sendo servida a nossas crianças, não houve, como foi divulgado por site ligado a prefeitura, qualquer tipo de desrespeito ou animosidade por parte dos vereadores, ouve sim a cobrança, que já havia sido feita pelo Vereador Maurício, do cardápio, cardápio esse, que segundo muitos alunos e professores, só existe no papel. Fato comprovado no momento em que chegaram a secretaria.

sessao090315007A servidora, nutricionista Vivian Rinaldi Nantes, que estava na secretaria e não na cozinha piloto, que deveria ser seu local de trabalho, ficou bastante incomodada com os questionamentos dos vereadores, visto que já havia desrespeitado o vereador Maurício, desligando o telefone, durante um questionamento que o mesmo fizera antes de dirigir-se a secretaria. A servidora mostrou não só o despreparo para com a condução de seu trabalho, como na tentativa de justificar o que ficou explícito, que o que está escrito não é o que é servido, confirmando os vários relatos recebidos pelos vereadores.

A servidora, devidamente assessorada, foi a delegacia prestar queixa, fato que não a eximirá de prestar esclarecimentos, tanto de sua conduta, quanto de seus atos como responsável pela merenda escolar dos estabelecimentos do ensino municipal.

sessao020315060Os problemas com a merenda escolar vem desde o princípio desse governo, inclusive o vereador Edno, antes de fazer parte da base governista, na tribuna da câmara, já havia feito várias denúncias, que por terem a minoria na casa, nunca foram apuradas. Agora parece que chegou a hora, e os vereadores devem buscar o apoio de Edno, pois pelas denúncias que fez, deve contribuir bastante com as investigações.

David, no mesmo site que tentou distorcer o ocorrido, fez seu comentário.” Não vai adiantar fazer isso. Somos Vereadores e fiscais da Coisa Pública. O tempo mudou, a situação é outra e a Câmara vai fazer o papel dela. Fomos à secretaria de Educação para tratar da merenda escolar. A nutricionista, nervosa, e despreparada, havia desligado o telefone na cara do vereador Mauricio porque Ele Mauricio, estava fiscalizando a questão do cardápio da merenda escolar. Ja constatamos que tudo é mentira, os relatórios são falsos e mentirosos e vamos acionar as autoridades. A secretaria de educação mandou uma informação para a Câmara dando conta do que é servido na merenda e o Mauricio foi constatar e viu que não refle a verdade e cobrou explicações. O que a Nutricionista ta fazendo é o que faz todo culpado, que na presença do Juiz fala que apanhou do policial. Pra nós vereadores e que temos o papel de fiscalizar, o mais importante foi ela ter dito que deve explicações ao FNDE e ao Conselho de Nutricionistas, nós vamos acioná-los para nos ajudar. Mais ainda Ela denunciou que tem que descumprir o cardápio porque o pessoal que vende a merenda para a prefeitura, vende e não entrega. Pra nòs é isso que importa. E não será Boletim de Ocorrência que vai nos inibir, até porque esta cidade tá um caso de Polícia Mesmo. Ontem a Secretária de Educação, que não dá conta nem da sua pasta quis impedir o vereador Marcos Roberto de fiscalizar a prestação de contas da secretaria do DiCezar e a Secretária de Educação queria que ele fosse retirado de lá. Quero que o Povo ouça amanhã minha entrevista na Rádio Pindorama as 10horas da manhã. ficou fácil, agora que tomou notoriedade, segunda vamos abrir Comissão pra investigar irregularidades na Educação”.

Algum comentário?