Motorista que atropelou e matou idoso se apresenta e diz que fugiu por ter ficado apavorado

Rafael Cardoso Dias, 21, motorista do Fiat Strada que atropelou e matou Mário da Silva Oliveira, 73, na madrugada de domingo (8/9), se apresentou na tarde de ontem (9) ao delegado Marcelo Batistela no 2º Distrito Policial de Dourados e disse ter evadido do local por ter ficado apavorado com o fato. 

O acidente ocorreu na BR-163, próximo ao trevo de acesso ao Parque de Exposições João Humberto de Carvalho. A vítima trafegava pela rodovia de bicicleta. 

À polícia, o rapaz disse que há uma semana estava com o veículo da empresa e deixou o distrito de Vila Vargas, onde reside, para comprar medicamentos em Dourados. 

No momento do fato, segundo relatado por ele, havia pouca visibilidade na região, mas negou ter invadido o acostamento, por onde a vítima trafegava. Após a colisão, Rafael disse ter ligado para o Corpo de Bombeiros e deixado o local com medo. 

O rapaz foi ouvido e liberado para responder por homicídio culposo majorado pela omissão de socorro e evasão do local em liberdade. 

O acidente

Por volta das 2h de domingo, Mário da Silva Oliveira, 73, morador no bairro Jóquei Clube foi atropelado quando seguia de bicicleta pela BR-163. 

Conforme a polícia, o idoso seguia no acostamento quando foi atingido por um Fiat Strada. 

No acidente, o homem teve o corpo arrastado por alguns metros. O socorro chegou a ser acionado, porém, a vítima já estava morta. 

Durante levantamentos, a polícia encontrou a placa do carro que atropelou Mário e constatou que o veículo estava em nome de um empresário. 

Mário encontraria a esposa nas proximidades da BR-163 para seguirem até a residência onde moram de bicicleta. Ela estava trabalhando como cozinheira em um evento na região.  

Foto Osvaldo Duarte

DOURADOS NEWS

Algum comentário?