Pacientes de vitiligo e psoríase poderão ter atendimento prioritário no SUS

O Projeto de Lei 3809/19 garante às pessoas com vitiligo ou psoríase atendimento prioritário em médico dermatologista e acompanhamento psicológico na rede pública e conveniada do Sistema Único de Saúde (SUS). O texto tramita na Câmara dos Deputados.

Segundo a proposta, a prioridade dos pacientes em serviços de pronto-atendimento, urgência e emergência deverá respeitar a classificação de outros pacientes mais graves, conforme os protocolos médicos de triagem.

O projeto é de autoria da deputada Rejane Dias (PT-PI). Ela afirma que doenças dermatológicas como a psoríase, uma inflamação crônica da pele, e o vitiligo afetam não apenas a saúde, mas a autoestima das pessoas e por isso merecem ter atendimento prioritário no SUS.

“Para minimizar a doença é importantíssimo o controle do estresse”, disse Dias.

Tramitação

O projeto será analisado em caráter conclusivo pelas comissões de Seguridade Social e Família; e Constituição e Justiça e de Cidadania.

Reportagem – Janary Júnior
Edição – Roberto Seabra
Foto Will Shutter/Câmara dos Deputados
Agência Câmara Notícias

Algum comentário?