Saúde confirma mais duas mortes por dengue em Dourados

A Secretaria Estadual de Saúde confirmou mais duas mortes por dengue em Dourados. Os diagnósticos apontavam suspeita e o laudo do Lacen (Laboratório Central de Saúde Pública) saiu nesta semana confirmando as causas dos óbitos.

Uma das vítimas é o ex-prefeito de Rio Brilhante, Aldonso Chaves de Lima, e o segundo óbito foi de um homem de 68 anos. Ambos estavam internados no Hospital do Coração, quando não resistiram ao estágio hemorrágico da dengue e morreram.

Agora Dourados já contabiliza seis óbitos pela doença. Os outros quatro eram de uma criança de 11 anos e três mulheres de 41, 58 e 87 anos. 

Segundo o boletim epidemiológico da SES, até ontem (22) o município confirmou 1061 casos da doença. Em todo Estado são 15.991 pacientes diagnosticados com a dengue e 22 mortes.

As cidades que lideram o ranking são Campo Grande e Três Lagoas, com 8051 e 2626 casos confirmados respectivamente. 

A dengue é uma doença transmitida pelo mosquito aedes aegypti. Ela possui quatro estágios de gravidade, o último hemorrágico. Os principais sintomas são:

• Náusea, vômitos

• Exantema (manchas avermelhadas no corpo)

• Mialgias( Dor muscular), artralgia (Dor nas articulações)

• Cefaleia (dor de cabeça), dor retro orbital (dor nos olhos)

• Petéquias ou prova do laço positiva

• Leucopenia (é quando o número de leucócitos, que são as células de defesa do sangue, está baixo- é verificado através do exame Hemograma).

A melhor forma de combater a doença é impedindo a proliferação do mosquito. Ele se reproduz em ambientes com acúmulo de água, por isso é fundamental que a população cuide dos quintais, evitando manter objetos, lixo, ou locais propícios à reprodução do aedes. 

A Prefeitura de Dourados, por meio do CCZ (Centro de Controle de Zoonoses), IMAM (Instituto de Meio Ambiente) e Secretaria Municipal de Saúde, realizaram vários mutirões pela cidade. Durante as ações foram recolhidos mais de 80 toneladas de lixo.

Por Vinicios Araújo

DOURADOS NEWS

Algum comentário?